26 de dez de 2015

Bolinhos de Bacalhau



Conhecidos em Portugal como Pastéis de Bacalhau, estes bolinhos são famosos em todo o mundo como um petisco dos mais apreciados.
Ingredientes: 
250 gramas de bacalhau cozido e desfiado
170 gramas de batata cozida
1 gema de ovo crua
2 colheres (sopa) de maisena
2 dentes de alho bem picados
meia cebola bem picada
um bom punhado de salsa fresca, bem picada
pimenta-do-reino moída na hora, a gosto
Óleo ou azeite para fritar

Modo de Fazer:
Passe o bacalhau por água corrente, retirando o excesso de sal.
Coloque-o num recipiente com água fria, com a pele voltada para cima.
Mantenha-o em recipiente tampado, dentro da geladeira, por no mínimo 24 horas, trocando várias vezes a água, para retirar bem o sal. 
Ferver o bacalhau em água limpa por alguns minutos e desprezar essa água da primeira fervura. 
Tornar a aferventar o bacalhau em nova água, até que fique cozido. 
Escorrer a água, remover toda a pele e espinhas e desfiar o bacalhau.
Cozinhar a batata em água sem sal, amassando-a enquanto quente.
Juntar o bacalhau desfiado, a batata amassada, a gema, a maisena, a salsa, cebola e alho, temperando a gosto com pimenta-do-reino. Verificar o sal e ajustar, se necessário.
Misturar bem com uma colher, até que a massa fique homogênea.
Aquecer o óleo, mas sem que ferva. 
Com duas colheres de sopa, modelar os bolinhos, fritando poucos de cada vez, colocando-os a escorrer em papel absorvente.
Servir quentinhos.










22 de dez de 2015

Açorda de Bacalhau

Como preparar este prato bem típico de Portugal:

Em 100 ml de azeite, fritar 8 dentes de alho fatiados até alourar. Acrescentar 3 pãezinhos tipo francês ou similar, de 50g cada, previamente demolhados e desfeitos em 500ml de água por uma hora. Juntar 2 colheres de massa de pimentāo vermelho ou 1 pimentão vermelho picado fininho, pimenta-do-reino a gosto. Acrescentar um molho feito com cebola, tomates bem maduros, pimentão verde, bacalhau e coentros frescos, tendo o cuidado de retirar bem as espinhas do bacalhau. Eu usei a sobra da caldeirada que fiz ontem. Depois de misturar tudo, sempre mexendo no fogo médio, verifique os temperos e o sal. Finalize com bastante coentro fresco picado e decore com azeitonas pretas. Pode-se acrescentar camarões a gosto, que ficam cozidos com apenas três minutos de fervura. Sirva bem quente.




Caldeirada de Bacalhau

Ingredientes: 
200ml de azeite, 1 cebola bem grande cortada em meia lua, 4 tomates bem maduros, picados, 6 dentes de alho laminados, 1 pimentão vermelho pequeno cortado em fatias, 1 pimentão verde pequeno em fatias, 1 folha de louro, sal marinho, pimenta-do-reino moída na hora a gosto, 2 a 3 colheres de massa de pimentão vermelho ou colorau, 800 gramas de bacalhau demolhado, com pele e espinhas, 4 batatas pequenas, cortadas em rodelas grossas, 1 xícara de coentros e cebolinhas picados.
Modo de Fazer: Em uma panela grande, refogue a cebola e os alhos no azeite. Junte os tomates e os pimentões, todos os temperos e as batatas, mexendo por alguns minutos. Junte o bacalhau, um pouco de coentros e cebolinhas, misture bem e junte 500 ml de água. Mexa e tampe a panela, deixando cozinhar no fogo médio até que a batata esteja cozida mas ainda firme. É o tempo suficiente para que o bacalhau fique cozido no ponto.
Polvilhe bastante coentro e cebolinha picadinhos e sirva.



Bolinhos de Couve-flor

Ingredientes: 12 florzinhas de couve-flor, de tamanho médio, cozidas al dente, em água e sal.
Massa: Bater com um garfo 1 ovo, 100 ml de leite frio, 2 colheres de azeite, sal, orégano e pimenta-do-reino a gosto, juntar 8 colheres de farinha de trigo e 2 colheres rasas de maisena, meia colher de fermento em pó.
Untar com margarina 12 forminhas para bolinhos ou empadas.Colocar uma couve-flor, 1 azeitona verde sem caroço, 1 tomatinho cereja partido ao meio. Cobrir com massa e polvilhar queijo flamengo ralado, ou outro queijo a gosto, polvilhar orégano e levar ao forno pré-aquecido a 180 graus por meia hora ou até dourar. Servir quentinho.


19 de ago de 2012

Madeleines (bolinhos franceses)



Na foto, os bolinhos Madeleine com Geleia de Limão, da Cozinha da Ceci.

Apesar de serem muito fáceis de fazer, são impressionantes o aroma, a delicadeza e a maciez desse bolinhos tão famosos na França e no mundo da gastronomia.
Segundo a lenda culinária, na segunda metade da primavera de 1755, o rei da Polônia, sogro de Luís XV, encontrava-se em Paris e numa noite - daquelas em que o acaso ousa interferir na história - o confeiteiro real abandonara o posto e Stanislaw, o rei, desejava uma sobremesa. Pediram então à auxiliar, chamada Madeleine Palmier, para improvisar alguma guloseima que satisfizesse o paladar real. Ela que preparara para seu lanche noturno uns bolinhos doces, aromatizados com limão e laranja, aqueceu-os no forno e mandou-os para Sua Alteza. Encantado com o perfume e sabor da novidade, o rei da Polônia os batizou com o nome de sua criadora.
Um século depois, Marcel Proust, em sua mais famosa obra "Em Busca do Tempo Perdido", tornou as madeleines famosas, ao citá-las como ponto de partida da experiência psicológica que inspirou sua obra-prima. Foi então creditada a autoria desses bolinhos doces, de superfície estriada e formato de concha de vieira, ao confeiteiro Jean Avise, do século XIX, que trabalhava para o príncipe Talleyrand, ministro de Napoleão Bonaparte e também a Antonin Carême, da mesma época, mago da cozinha francesa.
Para todos que ainda não conhecem as madeleines, que tal como Proust irmos "em busca do tempo perdido" e prepararmos algumas?




Ingredientes:
Raspa das cascas de 3 limões bem lavados, 4 ovos, 170 gramas de açúcar peneirado, 180 gramas de farinha de trigo peneirada,  
1 colher de chá bem cheia de fermento em pó, 1 tablete de 200 gramas de manteiga (não pode ser margarina),  manteiga ou margarina para untar as forminhas e farinha de trigo para enfarinhar. Açúcar aromatizado com baunilha (também conhecido como açúcar vanile, encontrado em grandes supermercados) ou açúcar de confeiteiro. Cerca de 52 forminhas próprias para Madeleines ou forminhas pequenas de empadas. 
Esta é a forminha própria para Madeleines, mas como ainda não tenho, usei as forminhas de empadas.

Modo de Fazer: 
Separe uma colher de chá cheia de manteiga dos 200 gramas da receita. Reserve. Leve o tablete de manteiga ao fogo alto até toda a manteiga derreter e espumar. Desligue o fogo e junte a colher de manteiga reservada para interromper a fervura. Reserve. Bata os ovos com o açúcar até o ponto de suspiro. Fora da batedeira, acrescente a farinha e misture com o batedor aramado. Junte o fermento e as raspas de limão, tomando o cuidado de não raspar a parte branca, que é amarga. Misture até incorporar. Junte a manteiga (que já está morna) e misture até a massa estar completamente homogênea. Cubra a vasilha com filme plástico e leve à geladeira por 30 minutos. Enquanto isso, unte as forminhas muito bem com um pincel e polvilhe farinha de trigo. Pré-aqueça o forno (180ºC). Coloque a massa num saco de confeitar e preencha as forminhas, não completamente, pois crescem. Leve ao forno e asse por cerca de 15 a 20 minutos. Desenforme os bolinhos ainda quentes e 
passe-os no açúcar vanile, ou somente em açúcar de confeiteiro. 
Sugestão para servir: Corte as madeleines ao meio e recheie com geleia.


18 de jun de 2012

BERINJELA AO FORNO DA MAMÃE


             


Esta receita de berinjela é uma especialidade de minha mãe. Até mesmo quem não aprecia o legume, gosta deste prato e pede mais.

INGREDIENTES:

2 berinjelas de tamanho médio (de 18 a 20 cm de comprimento)
250g de carne moída magra
1 cebola
3 dentes de alho
1 lata de molho de tomate pronto (peneirado)
azeite de oliva, sal, pimenta-do-reino, cominho em pó, 1 folha de louro, orégano
1 xícara (chá) de salsa e cebolinha 
Queijo parmesão ralado a gosto
200g de muçarela em fatias ou ralada





MODO DE FAZER

Lave bem e corte as berinjelas ao meio no sentido do comprimento; cozinhe-as em água e sal, por 20 minutos, escorra a água e com uma colher retire quase toda a polpa, com cuidado para não furar a casca. 
Faça o recheio refogando o alho e a cebola no azeite, acrescente a carne moída e os temperos, misturando bem. Acrescente a polpa da berinjela, a salsa e cebolinha picadas e verifique o sal .



Montagem: disponha as berinjelas em um refratário untado com azeite e um pouco do molho de tomates. Preencha as cavidades com o recheio de carne, espalhe uma colher de molho de tomate em cada berinjela e cubra tudo com a muçarela e por cima uma camada com o molho restante. Finalize com uma mistura de queijo parmesão ralado com orégano e leve ao forno bem quente para gratinar.



Sirva acompanhadas de arroz ou purê de batatas e uma salada verde.
É suficiente para duas pessoas.
Bom apetite!



8 de jun de 2012

POLENTA RECHEADA

Polenta é um prato substancioso, bastante econômico e super fácil de fazer. Para dias frios é excelente, porque alimenta bem e pode-se incrementar com diversos recheios, tornando-a mais atraente. 
Hoje apresento um recheio de carne moída, mas é possível variar bastante: com linguiça calabresa, frango cozido e desfiado, atum, peixe cozido, camarões ou mesmo só com verduras. É só usar a criatividade! Esta receita é suficiente para duas pessoas e acompanha muito bem arroz branco e uma salada verde. Veja como é simples:


Ingredientes para a polenta: 
500ml de água fria 
8 colheres (sopa) de fubá fino de milho
(em São Paulo é conhecido como fubá mimoso)
1 colher (sobremesa) rasa de sal
2 colheres (sopa) de azeite de oliva ou óleo comum
1 cebola pequena 
4 dentes de alho 

Modo de Fazer:
Refogue a cebola e o alho bem picados no azeite, junto com a folha de louro. Acrescente a metade da água e tampe a panela até ferver. Despeje nessa mistura o fubá dissolvido na outra metade da água fria, sempre mexendo com colher de pau. Espere ferver novamente, baixe o fogo e deixe cozinhar por 5 minutos com a panela tampada. Reserve.


Ingredientes para o Recheio:
300g de carne moída magra
1 cebola
3 dentes de alho
1 colher (sopa) de azeite ou óleo
sal, pimenta-do-reino e cominho moído, a gosto
1/2 pimentão verde picado
1 lata de molho de tomate pronto (pode ser extrato)
1 xícara (chá) de água
1 cenoura ralada
6 folhas de couve picadas
um ramo de manjericão fresco (só as folhinhas)
salsa picada, a gosto

Modo de Fazer:
Refogue o alho picado no azeite e antes que fique dourado, junte a carne moída, temperando com o sal, pimenta-do-reino e cominho. Acrescente a cebola picada e deixe-a murchar. Junte a cenoura ralada, o pimentão picado, as folhinhas de manjericão, o molho de tomate e a água. Misture bem, tampe a panela e deixe cozinhar por 5 minutos. Junte a couve e um pouco de salsa picada, deixando no fogo por mais 5 minutos, com a panela destampada para que a couve mantenha a cor. 

Montagem: 
Em um refratário, distribua a metade da polenta ainda quente, por cima distribua o recheio e cubra com a polenta restante. Polvilhe mais salsa picada e sirva em seguida.
Para ficar ainda mais apetitosa, coloque sobre o recheio uma boa camada de queijo muçarela (*veja porque esta é a forma correta de escrever muÇarela: http://www.portuguesnarede.com/2008/11/mussarela-ou-muarela.html) e leve ao forno só para derreter o queijo.
Outra dica é colocar o queijo por cima e gratinar por alguns minutos.
No Nordeste é fácil encontrar queijo coalho, que também pode ser usado nesta receita e fica ótimo!
Bom apetite!


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

adSense